terça-feira, 30 de outubro de 2007

Sintropia

O que é?

A sintropia (syntropy, também desiganada negentropy - negative entropy ou entropia negativa) é o contrário de entropia (que é a medida do grau de desorganização do sistema), ou seja, mede a organização das partículas do sistema
Segundo Ilya Prigogine (Prémio Nobel da Quimica em 1977), flutuações ao acaso podem dar origem a formas mais complexas, a partir de grandes perturbações em um sistema, as quais podem dar início a mudanças importantes, tornando o sistema altamente frágil (aumento da desorganização - entropia). Pode surgir então uma súbita reorganização para uma forma mais complexa (aumento da ordem - sintropia). As perturbações em um sistema são a chave para o crescimento da ordem. Isso seria uma forma de explicar, por exemplo, o surgimento de vida nos planetas. As configurações da natureza interagem com o ambiente local, consumindo energia dele proveniente e fazendo retornar a ele os subprodutos dessa utilização de energia. Os sistemas aumentam a sua desordem para que possa haver mais organização - as desorganizações do sistemas resultam em maior ordem - maior sintropia.

Termopar



O que é?

Sensor usado para medição de temperaturas. O aspecto exterior de termopares comerciais inclui uma cabeça metálica onde são feitas ligações aos instrumentos de indicação, registo e controlo, e um tubo (metálico ou cerâmico) que serve de protecção aos fios do termopar.

Como funciona?

Se dois fios metálicos de composição distinta são soldados nas respectivas extremidades e uma das junções é mantida a temperatura superior à outra, circulará corrente eléctrica entre estas junções (existe uma força electromotriz). Trata-se de um efeito termoeléctrico bem conhecido da Física. Para diferentes combinações de metais e diferentes temperaturas, a diferença de potencial entre estas junções será também diferente. Esta diferença de potencial (ou tensão) aumenta à medida que a diferença de temperatura nas duas junçoes, permitindo obter valores exactos. Este é o princípio em que se baseia a operação dos termopares.
A selecção de metais para os termopares é normalmente feita com base nas condições de aplicação. Ligas metálicas relativamente baratas (com base em Fe, Ni, Cr, etc.) podem ser usadas a temperaturas moderadas (até cerca de 1000°C), mas para temperaturas muito superiores (1500-1700°C) são necessários termopares à base de ligas ricas em platina.

Iformação sobre termopares: Este e este e este

Soro Fisiológico

O que é?

Solução isotónica (em relação a líquidos corporais), disponível no mercado com a finalidade de lavagem mecânica nasal ou oftálmica, embora tenha outros usos.

Composição:

0,9 % de NaCl e 99,1 % de Água destilada por cada 100 mL, ou seja, 100 mL da solução aquosa contém 0,9 g de sal.
O pH da solução é geralmente 6,0.
Em relação ao número de iões, em cada 100 mL existe 0,354 gramas de Na
+ e 0,546 gramas de Cl-

Usos mais comuns:
  • Higienização nasal : para pacientes com resfriados, gripes ou com sintomas alergicos;
  • Desidratação: para reposição de iões de sódio e cloro.
  • Limpeza de ferimentos;
  • Limpeza de lentes de contacto;
  • Em preparados para microscopia;